Urbanos: escolhido o melhor curta do FESTIn 2015- Lisboa

E foi assim, sem esperar e do nada, que apareceu no meu e-mail a mensagem de que ‘Urbanos’ ganhou o prêmio de melhor curta-metragem na sexta edição do FESTin 2015 – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa.

Dei muitos pulos de alegria! Afinal, ter sido selecionada para participar do FestIN, já tinha sido muito bom: ele alcança os nove países da CPLP e é um dos festivais de cinema com maior número de públicoem Portugal, exibido no tradicional cinema São Jorge, em Lisboa.

No total foram veiculados 90 filmes vindos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal e a programação foi organizada em nove mostras.

No momento aguardamos o troféu do FestIN que vai chegar por correio. Ele vai ter destaque especial na minha estante que, graças a URBANOS, está ficando repleta de boas recordações.

http://festin-festival.com/premiados-2015/

Anúncios

Para Nova York via Festival de Bogotá

O12º Festival de Cortos de Bogotá, no qual Urbanos participou em dezembro de 2014, selecionou o filme para uma mostra especial de filmes da América Latina a ser apresentada em Nova York, no final de março.

A mostra é dedicada ao que os curadores, jurados e públicos do concorrido festival escolheram como as melhores produções de curta-metragem da região. Segundo nos informa Natalia Ordoñez, do Bogoshorts, a mostra entitulada Festival Colombiano de Nova York, vai de 24 a 29 de março. Coincidentemente, desta vez, a diretora vai estar na cidade a trabalho e poderá apresentar o filme para o público e seus amigos e conhecidos da comunidade internacional. Vai ser uma sessão e tanto.

URBANOS é premiado na Bahia

Recebemos notícia de que Urbanos foi premiado no 7º Arraial Cine Fest, um festival internacional de cinema em Porto Seguro, Bahia. O nosso filme ficou em segundo lugar na mostra Curta Tudo, uma programação variada de animações, documentários e narrativas de ficção.

Em primeiro lugar ficou uma animação, Os Prisioneiros, da diretora portuguesa Margarida Madeira. Em terceiro o documentário Cine Paissandu, de Christian Jafas, que fala da geração cinéfila e cineasta que frequentava o local nos acalorados anos sessenta do Rio de Janeiro.

Esses três filmes foram destaque em uma mostra de trinta e seis curtas-metragem internacionais, principalmente da Europa e América do Sul.

Agradecemos ao Arraial Cine Fest por ter selecionado Urbanos e especialmente ao júri por ter estado atento ao impacto causado pela dinâmica narrativa do curta de Alessandra Nilo.

URBANOS leva três prêmios no 16º FestCine

O 16º FestCine, festival de cinema e vídeo de Pernambuco, mostrou, do dia 1º a 5 de dezembro, sessenta e três produções audiovisuais do estado.

O festival foi dividido em duas mostras competitivas – de formação e geral –, separadas por gêneros: experimental, ficção, documentário e vídeo clipe.

Além das mostras competitivas, também houveno último dia uma mostra especial de inclusão, com áudio-descrição e linguagem de libras.

A produção audiovisual pernambucana cresceu bastante. Mais importante ainda, está mostrando os resultados dos incentivos para a descentralização, com a consistência mantida nos editais da FUNDARPE, através do Fundo de Incentivo à Cultura e ao Audiovisual – Funcultura –, uma política pública que já é patrimônio de artistas que, com suas obras, estão divulgando positivamente a cultura do estado pelo Brasil e pelo mundo.

Urbanos foi apresentado na noite de 3 de dezembro, quarta-feira, na mostra de filmes de ficção. Foi o primeiro filme do programa, que continha cinco outros curtas. O cinema São Luiz estava lotado, com pessoas inclusive sentadas no balcão superior. A recepção do filme foi incrível. Desde o riso desconfortável do início, passando pelo silêncio absoluto nos momentos de tensão, ao final efusivo, com aplausos prolongados e repetidos por duas mais vezes durante os animados créditos, sob a poesia cáustica e o som quente da banda Eddie e o vocal de Karina Buhr.

Urbanos foi escolhido por dois programadores e uma programadora de cineclubes, representando a FEPEC – Federação Pernambucana de Cineclubes –, como o MELHOR FILME PARA REFLEXÃO. O texto que justifica o prêmio é inspirador e merece ser citado:

O júri da FEPEC (…) se reuniu na intenção de eleger o curta-metragem que melhor instigasse a reflexão, que atingisse aquele cantinho que é só nosso, que afeta e mexe, e que no nosso exercício cineclubista procuramos o porquê e o para quê.

O filme tem a finalidade de nos levar para um plano de reflexão, por suas pequenas histórias que se conectam nas suas falas incisivas, nos gestos dos seus personagens, sobre o nosso problema ou mesmo o que não nos cabe, mas deveria. A corrupção sem sentido do aglomerado urbano, desorganizado em seu caos, numa lógica nem sempre fácil de entender e aceitar.

Na categoria Ficção, o júri oficial da Competição Geral outorgou o prêmio de terceiro lugar para Urbanos, que foi superado por Loja dos Répteis, um sinistro filme sobre a inação dirigido por Pedro Severien, também escolhido melhor roteiro e direção, e o divertido vencedor Noites Traiçoeiras, de João Lucas, que trata das experanças de amor de uma mulher madura (a excelente, e premiada como melhor atriz, Suzana Costa no papel da calejada Dora) num mundo cheio de cinismo e superficialidade emocional.

E para completar a noite, Urbanos foi escolhido pela plateia que lotou o São Luiz na quarta-feira como o MELHOR FILME PELO JÚRI POPULAR.

A lista completa da premiação se encontra aqui, no site da Fundarpe, Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco.

FestCine Premiados2

Curta Brasília e suas Provocações

O 3º Curta Brasília – Festival de curta-metragens de Brasília –, que acontece de 18 a 21 de dezembro, selecionou Urbanos para a mostra Provocações. Nada mais adequado para um filme que empacota tanta insanidade normatizada e entrelaça situações que perpetuam sua reprodução de maneiras cada vez mais inacreditavelmente fanáticas na sociedade urbana contemporânea.

Obrigado à equipe do 3º Curta Brasília por ter encontrado espaço para a provocação de Urbanos.

Urbanos estreia no Recife

Urbanos foi selecionado para a categoria ficção do 16º FestCine, festival de cinema promovido pela Prefeitura do Recife e pela Fundarpe e Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco, de 1º a 5 de dezembro. Obrigada às pessoas do júri de pré-seleção do festival por terem escolhido nosso filme para o festival.

Será, com certeza, uma experiência emocionante exibir Urbanos para a plateia do lugar onde foi feito, com a participação de tanta gente (para conferir o número de pessoas que participou da produção, créditos). Além disso, ainda mais sendo no palco especial que é o Cinema São Luiz.

Que ótimo, o filme roda. Em um mês ele terá percorrido quinze cidades.

Cinema São Luiz, Rua da Aurora, Recife, Pernambuco, Brasil.

URBANOS selecionado para Festival Internacional de Bogotá

Acabamos de receber convite do 12º Festival de Cortos de Bogotá para participarmos da edição deste ano, que ocorre de 2 a 9 de dezembro.

URBANOS faz parte da seleção oficial em competição, num grupo de 24 filmes internacionais. É a única produção brasileira no gênero ficção. A participação brasileira se completa com um filme na seção documentário, dois filmes em animação e um experimental.

Agora estamos trabalhando para preparar a cópia DCP com legendas em espanhol para enviar para o festival até a próxima semana.

¡Gracias a el Festival de Cortos de Bogotá por la selección de nuestra película!

 

12 Bogoshorts